Escolha uma Página

Imagina carregar consigo a honra de ter sido a primeira raça de cachorro brasileira reconhecida internacionalmente. Esse é o mérito do Fila Brasileiro, um pet robusto e extremamente fiel aos seus tutores, que te surpreende desde o primeiro dia juntos.

CBKC – Grupo 02

Um guardião é aquele que defende corajosamente algo ou alguém. O Fila Brasileiro segue essa descrição à risca, tendo como principal talento o seu espírito de protetor de um local ou dos seus tutores.

O fila brasileiro é resultado do cruzamento de cães mastins e o bloodhound, por isso ele possui um olfato incrivelmente bom.

Mastim Napolitano

Mastim Napolitano

Bloodhound.jpg

Bloodhound

 

Alguns países, principalmente na Europa, proíbem raças de cachorros que eles julgam perigosas. O Fila Brasileiro, por exemplo, não pode ser criado no Reino Unido, mesmo que adestrado desde filhote.

Crédito da imagem: cachorrosincriveis.com.br

Características físicas

O Fila Brasileiro é uma raça tipicamente molossoide, ou seja, possui um porte robusto, grande e forte. As orelhas são longas e caídas, o focinho é sempre preto e os olhos são sempre pretos. O rabo é longo e a postura é sempre de um cão de guarda.

As cores dos cachorros da raça podem ser tigradas, douradas, baios ou pretos. Com todas as cores, é comum a presença de marcações brancas nas patas, peito e ponta das caudas. Machos medem de 65 a 75 cm e fêmeas de 60 a 70 cm da altura da cernelha.

A saúde do Fila Brasileiro

O fila brasileiro é um cachorro bastante resistente, mas é preciso se atentar para que ele não ganhe muito peso, algo que pode comprometer suas articulações. Dentre as doenças mais comuns da raça estão as displasias de cotovelo e coxofemoral (espécie de encaixe “errado” da articulação do quadril).

Temperamento do Fila Brasileiro

Criado para ser um cachorro destemido e até agressivo, o fila brasileiro costuma ser extremamente arredio com estranhos, sejam pessoas ou outros animais, mas quando devidamente socializado, ele tende a ser bondoso e gentil com todos. Por seu porte gigante, é preciso cuidado com brincadeiras mais brutas – já que alguém pode se machucar mesmo que essa não seja a intenção.

Inteligência e Obediência do Fila Brasileiro

Muito obediente e leal à sua família, o fila precisa ser bem educado desde novo, mas costuma responder bem aos comandos. Usar de técnicas negativas com ele nunca é uma opção, a raça (assim como todas as outras), tende a se dar bem melhor em adestramentos positivos e que levem tudo para um bom mais “light” e de diversão. Passeios e exercícios são essenciais para essa raça!

Expectativa de vida do Fila Brasileiro

O fila brasileiro vive, em média, 12 anos.
Fontes e Indicações de leitura: