Escolha uma Página

É muito comum ver cães que latem demais, e incomodam não só os donos como os vizinhos, gerando reclamações, brigas e mal-estar que parecem não acabar. Além disso, eles prejudicam a si mesmos. Com todo aquele estresse, podem vir a ter desde úlceras até problemas no sistema imunológico.

Seu cão late demais? Resolva isso.

View this post on Instagram

Fique atento!

A post shared by Matilha Fiel (@matilhafieloficial) on

O ciclo vicioso da ansiedade

E quanto mais o cão late, mais ansioso fica e passa a latir mais ansiosamente, entrando em um ciclo vicioso terrível. E os vizinhos têm toda a razão de reclamar, não é verdade?

Lembre-se: Latidos são úteis – Antes de tentarmos resolver o problema, é bom lembrarmos que os latidos são úteis quando usados nas horas certas. Você não quer que seu cão fique calado se alguém suspeito estiver rondando sua casa; se algum de seus filhos estiver em perigo; ou ainda se a casa estiver pegando fogo. Assim, devemos apenas controlar os latidos de nosso cão, e não eliminá-los.

Entenda as causas do latido

Para solucionarmos bem um problema no nosso cão, é preciso primeiro saber por que ele faz o tal. Identificando a causa, poderemos tentar eliminá-la, solucionando assim o problema. Se tentarmos solucionar sem saber a causa, vamos controlar um problema, mas outro poderá surgir. Por exemplo, se o cão estiver latindo por ansiedade, e você reprimir o latido, ele vai começar a fazer outra coisa, como cavar o jardim ou destruir seus móveis. Ao contrário, se você conseguir acabar com sua ansiedade, tudo ficará bem.

Aqui vão algumas possíveis causas dos latidos excessivos:

• proteção (da propriedade, da ninhada, da família, etc.);
• isolamento;
• provocações de pessoas que estejam fora de sua propriedade;
• medo;
• desejo de chamar atenção;
• algum desconforto, como fome, sede, dores, etc;
• alívio de estresse (o que acaba por piorá-lo);
• brincadeira.

Identificada à causa (ou causas) do problema, tente acabar com ela(s).
Por exemplo, se for estresse, passeie mais com ele, pois exercícios aliviam o estresse. Além disso, dê brinquedinhos para ele destruir, o que também reduz a tensão; se for algum problema de saúde, leve-o ao veterinário; e assim por diante. É bom lembrar que não só de comida vive o cão.

Seu cão é um animal social que precisa de algum tipo de convívio e afeto. Se ele ficar trancado o tempo todo, e longe da família, provavelmente terá problemas.

Seu cão late demais? Tome cuidado para não premiar um comportamento que você não gosta.

Muitos donos dão atenção, carinho, colo ou biscoitos toda vez que o cão late, com a intenção de acalmá-lo. Mas a mensagem que o animal recebe é: “quando eu lato, ganho coisas boas” – desse jeito, por que ele iria deixar de latir? Assim, o melhor a fazer é ignorá-lo sempre que ele latir pedindo alguma coisa. Se você fizer isso, ele estará fracassando, e o fracasso é uma ótima punição.

Se seu cão é um “cão de portão”, evite que ele fique lá nas horas de grande movimento na calçada, pois aí ele vai ser provocado, vai latir, se estressar, assustar gente, ser xingado, etc.

Punição sem sua presença pode funcionar caso seu cão late demais

Já ouviu falar em punição despersonalizada? ou seja, aquela que não está relacionada à sua presença, é bastante eficiente, pois ela funciona tanto para quando você está perto quanto para quando não está. Então, se você já eliminou as causas e o cão ainda late, puna-o cada vez que ele latir sem razão. Um exemplo de punição despersonalizada é jogar perto do animal algum objeto que o assuste, como um molho de chaves, uma garrafa pet ou mesmo um balão d’água. Ele levará cada susto, e com as repetições, vai percebendo que não vale mais a pena infringir essa lei.

É importante que ele não veja que esse objeto “voador” veio de você. Senão, ele só deixará de latir quando você estiver presente. É por isso que brigar com ele não funciona muito bem nesse tipo de problema.

Saiba quando dar as recompensas

Recompense o cachorro quando ele não late, pois aí ele vê que esse comportamento é desejável, e ele se sente bem por estar agradando ao dono. Se ele costuma latir quando tocam a campainha ou sempre que o carteiro chega, aplique a punição quando ele latir, e quando não latir, dê carinho, atenção, biscoito ou alguma coisa boa a ele. Para estimular o comportamento certo, peça a um amigo tocar a campainha várias vezes. Com as repetições de punição e recompensa, seu cão vai aprender muito bem o que você quer.

O caso do carteiro é complicado, pois nós sabemos que ele apenas coloca as correspondências na caixinha e vai embora. Mas o cão pode achar que ele é um mal-intencionado, que todo dia tenta invadir sua casa, mas o valente animal consegue impedir esse crime. Então o latido do cão é recompensado todo dia, pois o carteiro sempre se afasta. É claro que você não vai pedir para o carteiro não se afastar, para não recompensar o cão, mas esse exemplo é só para ilustrar melhor.

 

 

Fontes e Indicações de leitura:

https://www.cachorrogato.com.br/cachorros/cachorro-que-late-muito/

https://petanjo.com/blog/como-fazer-o-cachorro-latir-menos/

https://canaldopet.ig.com.br/adestramento/psicologia/2017-06-13/cao-late.html