Escolha uma Página
Passear com cachorro: por que é tão importante?

Passear com cachorro: por que é tão importante?

De vez em quando é bom sair e curtir um pouco a vida. Se para você isso é essencial, a fim de manter o equilíbrio diário, imagine para o seu cachorro! Se nós, sobre duas pernas, já temos um nível considerável de energia e necessitamos gastá-la, ele então, sobre quatro patas… se possível iria para a China numa corrida só e ainda te levaria junto! Passear com cachorro é um exercício físico e mental para o animal e contribui para desenvolver várias habilidades motoras e psíquicas necessárias para um bom relacionamento entre ele, você e a sociedade.

(mais…)

Saiba quais as raças que devem usar o acessório em lugares públicos

Saiba quais as raças que devem usar o acessório em lugares públicos

Uso da focinheira é obrigatório por lei

usar focinheira

Os condutores de alguns animais deverão seguir as regras estabelecidas na Lei Estadual nº 11.531/03 e do Decreto municipal nº 48.533/04, que exigem a utilização de coleira, guia curta, enforcador e focinheira para os cães das raças de grande porte.

Conheça as raças de cães que por lei devem usar focinheira

Comecemos então conhecendo a legislação vigente. Embora você possa pensar que o seu animal de estimação é o animal mais pacífico do mundo, sim, ele deverá usar focinheira para sair à rua se ele for parte das raças catalogadas como potencialmente perigosas. Tome nota:

I – “mastim napolitano“;
II – “pit bull“;
III – “rottweiller“;
IV – “american stafforshire terrier“;
V – raças derivadas ou variações de qualquer das raças indicadas nos incisos anteriores.

Considere então:

  • Staffordshire Bull Terrier;
  • American Staffodshire Terrier;
  • Dogo Argentino;
  • Fila Brasileiro;
  • Tussa Inu;
  • Akita Inu.

Resultado de imagem para cachorro com focinheira

O que estabelece o decreto

1. Cães das raças mastim napolitano, pit bull, rottweiler e american staffordshire terrier tem de ser conduzidos com uso de coleira, guia curta de condução e enforcador. Os animais de raças derivadas ou variação de qualquer dessas raças também são abrangidas pela lei.

2. Em centros de compras, locais fechados de acesso público, eventos, passeatas ou concentrações públicas os animais terão, ainda, de estar com focinheira.

3. São consideradas guias curtas de condução as correias ou correntes com comprimento máximo de 2 metros.

4. A multa para os casos de descumprimento da lei será aplicada pelos profissionais da Vigilância Sanitária.

5. Qualquer pessoa pode comunicar a Vigilância Sanitária sobre a infração da lei, indicando as provas que tiver da infração. Ou até mesmo a polícia, caso verifique a condução do animal em desacordo com a legislação.

6. A autoridade policial deverá comunicar a Vigilância Sanitária para lavratura de auto de infração e, se necessário, conduzir o infrator à delegacia de polícia para registro de ocorrência.

7. O valor da multa por descumprimento da lei é de R$ 124,90.

8. O valor da multa em caso de reincidência é de R$ 149,80.

View this post on Instagram

Os condutores de alguns animais deverão seguir as regras estabelecidas na Lei Estadual nº 11.531/03 e do Decreto municipal nº 48.533/04, que exigem a utilização de coleira, guia curta, enforcador e focinheira para os cães das raças de grande porte. > Comecemos então conhecendo a legislação vigente. Embora você possa pensar que o seu animal de estimação é o animal mais pacífico do mundo, sim, ele deverá usar focinheira para sair à rua se ele for parte das raças catalogadas como potencialmente perigosas. Tome nota: > I – "mastim napolitano"; II – "pit bull"; III – "rottweiller"; IV – "american stafforshire terrier"; V – raças derivadas ou variações de qualquer das raças indicadas nos incisos anteriores. > > Siga @matilhafieloficial > > Já viu nosso site? www.matilhafiel.com.br Nosso face? facebook/matilhafiel #matilhafiel #passeadoresdecaes em #boituva #beagle #baglebrasil #cutebeagle #beaglecross #beaglestyle #beaglepuppies #beaglesociety #mastim #pitbullmommy #pitbullofficial #pitsofig #pittie #pitbullgram #pitbullgram #americanstaffordshireterrier #bulliesofinstagram #pittie #bully #staff #staffylove #dogoftheday #ilovemydogs #dogsofinstaworld #puppiesofig #terrier

A post shared by Matilha Fiel (@matilhafieloficial) on

Quais os tipos de focinheiras?

Existem focinheiras de tecido ou nylon, podem também ser chamadas de focinheiras de contenção. Elas são usadas durante procedimentos veterinários, para evitar que seu cão atrapalhe durante um exame, ou evitar que ele se lamba enquanto você passa algum carrapaticida ou talco contra carrapatos.

cão com focinheira de cesta

Focinheiras de cesta

Focinheiras de cesta ou grades são as de passeio, elas são as mais indicadas por evitar que o cão morda, mas também deixa-lo livre para respirar, cães respiram com a boca aberta, e não provocam incomodo ao cãozinho.

cão com focinheira de contenção

A focinheira de adestramento / contenção

A focinheira de adestramento envolve o focinho do cão e é ligada a uma guia para passeio, pode parecer incomodo, mas se utilizada da forma correta vai ajudar a adestrar cães que puxam muito durante os passeios.

cão com focinheira de cesta

focinheira de cesta

Focinheiras especiais são as fabricadas para cães de focinho achatado, não é indicado que cães com focinho achatado usem focinheira, por já ter problemas respiratórios de nascença, é importante que nesses casos entre em contato com o veterinário para avaliar a melhor saída.

Recomendações sobre a utilização da focinheira

usar focinheira

Crédito: Simpática Dumat

Lembre-se que a focinheira é um elemento muito incômodo para o peludo e que apenas serve para reprimir condutas as quais ainda não se pôde encontrar uma solução efetiva. Usá-la o como um castigo por algum comportamento inadequado, ou para evitar que o cão lata em excesso, apenas piorará a situação.

Se de alguma forma você se ver diante da necessidade ou da obrigação por lei de que seu animal de estimação tenha que usar uma, lembre-se que:

  • Não deve usá-la por períodos prolongados de tempo.
  • O animal tem que ser fiscalizado de forma constante enquanto usa a focinheira, já que ele pode se machucar se tentar tirar ou pode morrer afogado se ficar impossibilitado de vomitar.

Fontes e indicações de leitura:

https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei/2003/lei-11531-11.11.2003.html

https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/decreto/2004/decreto-48533-09.03.2004.html

https://meusanimais.com.br/cao-deve-usar-focinheira/

http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/na-imprensa/caes-tem-de-usar-focinheira-em-sp/

Como ensinar o cachorro a fazer necessidades no lugar certo

Como ensinar o cachorro a fazer necessidades no lugar certo

Chegar em casa e encontrar um, dois, três montinhos de coco espelhado pela área não é nada legal. Além da sujeira e do mau cheiro, cachorros que fazem xixi e cocô fora do lugar podem sempre estragar um móvel ou até mesmo destruir aquela planta que você tanto ama. Mas como ensinar cachorro a fazer necessidades no lugar certo? Se você enfrenta esse problema em casa, não se desespere! Confira as dicas da Matilha Fiel para acabar com isso.

Acima de tudo, vai a dica primordial: Ficar nervoso não vai resolver. Não adianta gritar com o cachorro, bater, e muito menos esfregar o focinho dele na urina ou pior, no coco.

Infelizmente, essa é uma das principais reclamações que donos de cachorro fazem para adestradores profissionais e veterinários. E a dor de cabeça não se restringe apenas aos filhotes, que ainda estão em fase de aprendizado. Cães adultos e já treinados também podem voltar a urinar e defecar pela casa.

Uma reação violenta do tutor pode ser ainda pior para fazer os cachorros se educarem. Eles podem entender que fazer xixi ou cocô é errado e desenvolverem problemas sérios, como a coprofagia.

O que é Coprofagia?

cachorro comendo fezes - como treinar seu cachorro fazer as necessidades no local certo?

Coprofagia é o nome científico que se dá para o ato de comer as fezes (as próprias ou de outros animais). O cão come as fezes por vários motivos. A cadela lambe os filhotes recém-nascidos para estimulá-los a fazer o xixi e cocô e para manter o “ninho” o mais limpo possível, evitando contaminação.

Como ensinar o cachorro a fazer necessidades no lugar certo

Para ajudar você a treinar seu animal, separamos dicas e técnicas que são bastante eficazes. Mas lembre-se: todo e qualquer tipo de adestramento exige muita paciência, consistência e persistência. Por isso, não desista se seu cachorro tiver alguma recaída!

Observação

É muito importante aprender a identificar os horários certos para educar o cão a fazer as necessidades no lugar certo, mas o ingrediente principal desta fórmula é observação. Cada cachorro demonstra sinais bastante singulares que indicam a necessidade de se aliviar, como circular um ponto específico da casa ou cheirá-lo repetidamente. Portanto, uma vez que você reconheça o sinal do seu cachorro, mais fácil será identificar os melhores momentos para por em prática como ensinar o cachorro a fazer as necessidades no lugar certo.

Mantenha esta rotina de treinamento diário e a associe com frases como “vamos ao banheiro” ou derivadas, para que ele passe a associar este comando à sensação de bem-estar e alívio que ele sentirá após fazer as suas necessidades.

Alguns truques podem auxiliá-lo na missão de como ensinar cachorro a fazer as necessidades no lugar certo, veja:

  • Estabeleça uma rotina diária para o seu filhote e a siga com a maior consistência possível
  • Não libere comida a ele durante todo o dia. Escolha os horários das refeições e só o alimente nestes horários
  • Mantenha um ambiente harmonioso e sólido em sua casa, proporcionando segurança ao seu novo pet
  • Considere adiar reformas ou mudanças drásticas na casa durante o treinamento, evitando o estresse e a confusão do seu filhote

Eleja um cantinho

Escolha o cantinho que será o banheiro do seu cachorro. É importante que seja sempre o mesmo lugar e que ele esteja distante, de preferência em locais opostos, da caminha e dos potes de água e de comida.

Crie uma rotina

Crie uma rotina com horários definidos para seu cachorro fazer necessidades.

Crie uma rotina com horários definidos para seu cachorro fazer as necessidades.

É importante que o cachorro tenha hora para dormir, comer, brincar e principalmente para fazer xixi e cocô. Filhotes tendem a defecar e urinar logo após comer. Cães adultos costumam demorar de 15 a 30 minutos.

Escolha um caminho

Caso ele seja criado no cercado:

Mantenha o filhote em um espaço pequeno desde o primeiro dia na sua casa. Pode ser na região da cozinha e da área de serviço, por exemplo, se por ali for seu local escolhido para ele fazer suas necessidades. Você pode deixá-lo também em um cercadinho. Como ele ainda é filhote, não é preciso espaços grandes.

Forre cerca de 80% do local com jornal ou tapete higiênico. Assim que o filhote comer, leve-o para o tapetinho e espere ele defecar e urinar. É importantíssimo que você o recompense pelo acerto: dê petisquinhos, faça festa e carinho. Isso ajuda a reforçar o bom comportamento. Com o passar dos dias, ele vai se habituando com o local, e você pode ir reduzindo a quantidade de jornal. Esse período de maior contenção costuma durar três semanas, mas pode variar de animal para animal. Vá liberando os demais cômodos da casa aos poucos e de acordo com os acertos do animal.

Caso ele seja criado solto:

Se você preferir deixá-lo livre pela casa, uma dica é espalhar muitos tapetinhos ou jornais pela casa. Deixe alguns debaixo da mesa, em frente às portas, nos cantos da sala etc. Como o cachorro ainda é novinho, ele não consegue segurar as necessidades e vai acabar fazendo ali por onde estiver. Por isso, não economize. Quando ele acertar e fizer as sujeirinhas no local certo, é importantíssimo que você o recompense. Vale oferecer petiscos, fazer festa e dar muito carinho.

Conforme ele for assimilando o lugar certo para fazer suas necessidades, você pode ir reduzindo a quantidade do produto espalhado pela casa. Após as refeições, é indicado que você coloque o animal em uma área cercada ou restrita e que tenha um tapetinho ou jornal. Dessa forma, ele entende mais rápido que precisa fazer xixi e cocô ali. Mas é fundamental que você esteja por perto quando for prendê-lo. Com a sua presença, ele não associa esse momento com um castigo ou algo ruim.

Tenha paciência

View this post on Instagram

Produtos para eliminar o cheiro de xixi de cachorro Além das receitas caseiras para eliminar o cheiro de xixi de cachorro, existem diversas opções de produtos que ajudam na tarefa. Conheça algumas alternativas e escolha o melhor para o seu dia a dia. Aromatizantes Os aromatizantes ajudam a neutralizar cheiros ruins na casa, não apenas o do xixi de cachorro. Você pode optar pelo perfume que mais te agrada e utilizar sempre que sentir necessidade. Em geral, esse tipo de produto é vendido em spray. Eliminador de odor Os eliminadores de odor até podem parecer ter a mesma função dos aromatizantes, mas não exatamente. Eles são vendidos em líquidos e servem para limpar os locais onde o mau cheiro está, como aquele canto com xixi de cachorro. Também ajudam a desinfetar e perfumar o ambiente. Como evitar o cheiro de xixi de cachorro ? Alguns produtos e o treinamento correto ajudam a evitar que o xixi de cachorro espalhe o odor pela casa toda. Confira: Banheiro do cachorro Quando o cachorro aprende que há um lugar certo para xixi e cocô, produtos do gênero podem ajudar. Tapetes higiênicos e sanitários caninos são ótimas alternativas para isso. Algumas opções contam com a tecnologia, garantindo combate às bactérias, alta absorção, sem odores e vazamentos. Removedor e repelente Existem produtos como o removedor de odores que ajudam a remover e limpar o xixi de cachorro. São ótimas alternativas, já que alguns materiais de limpeza apenas mascaram o cheiro. Isso ajuda a evitar que o ocorrido se repita. Para complementar, borrifar o repelente naquele local afasta o pet e impede que ele faça xixi novamente. Mas, também, a solução caseira (vinagre e bicarbonato) também pode ser usada com essa mesma finalidade. #matilhafiel #boituva #caozinhofofo #cachorro #pet #banhoetosa #animais #dogs #donosdepet #donosdepetsentenderão #cão #cachorros #amoosanimais #groomer #Boituva #filhotes #viralatas #viralatalovers #viralata #doggroomer #animaissaoanjos #amoanimais

A post shared by Matilha Fiel (@matilhafieloficial) on

A tríade do sucesso do treinamento é: paciência, persistência e consistência. É normal que o animal erre de vez em quando, mas não desista! Assim como as crianças, eles também estão desenvolvendo sua habilidade de segurar as necessidades para chegar a tempo no banheiro. Alguns cometem deslizes até os seis meses de idade.

Fique atento aos passeios

Se a ideia é que ele faça as necessidades fora de casa, saia para passear logo após a refeição do filhote que já tiver com o ciclo completo de vacinação. Dessa forma, no começo do treinamento, é mais seguro leva-lo no colo até a rua, para evitar deslizes pelo caminho. Já com cães adultos, o recomendado é que você faça de quatro a cinco passeios por dia. O primeiro, logo pela manhã, deve ser antes da primeira refeição. Já os seguintes devem contemplar o pós-refeição. É importante lembrar que cães adultos costumam urinar e defecar cerca de 15 a 30 minutos após a refeição. Caso você não consiga manter a rotina de passeios com seu cãozinho, e mora em Boituva, conheça as pessoas que passeiam com ele para você, os dog walkers.

Invista na associação positiva

SEMPRE recompense os acertos! Vale tudo: fazer festa, carinho e dar petiscos. Esse é o melhor caminho para ajudá-lo a acertar o local de fazer suas necessidades!

Nunca dê broncas

Muito menos esfregue o focinho do animal no xixi ou cocô feitos fora do lugar. Isso não ajuda em nada, já que ele não entende o que está acontecendo, nem aprende o local certo. Na maioria dos casos, o cachorro acaba ficando com medo do dono e passa a procurar cantinhos escondidos da casa para fazer suas necessidades. Outros até começam a comer as fezes para esconde-las. Eles podem ainda desenvolver certa resistência às broncas e passam a fazer isso para ganhar atenção. A dica é ignorar os erros e limpar a sujeira sem o cão ver – se for preciso, prenda-o em outro cômodo enquanto você faz a higienização.

Elimine o cheiro

Higienize o local do erro com produtos adequados para eliminar o cheiro e evitar que o cão volte a procurar aquela área. Remover o xixi e o cocô, passar um pano umedecido com água e só depois usar algum desinfetante é mais eficiente do que usar os produtos de limpeza diretamente.

Confira esse vídeo para complementar as informações:

Fonte e indicação de leitura:

https://love.doghero.com.br/treinamento/como-ensinar-cachorro-a-fazer-necessidades-no-lugar-certo/

http://g1.globo.com/mg/grande-minas/eobicho/noticia/2016/11/xixi-e-coco-no-lugar-errado-chega-ensine-seu-cao-fazer-no-lugar-certo.html

https://www.bitcao.com.br/coprofagia-canina.html

https://emais.estadao.com.br/blogs/comportamento-animal/xixi-e-coco-em-lugar-errado-motivos-e-solucoes/

https://www.petz.com.br/blog/filhotes/como-ensinar-cachorro-a-fazer-as-necessidades-no-lugar-certo/